O que é CDI?

O CDI é a sigla utilizada para certificado de depósito interbancário, que nada mais  é que uma taxa usada para determinar o retorno anual de vários tipos de investimentos. 

Portanto, é importante entender a importância do câmbio do CDI na hora de escolher a melhor forma de investir o seu dinheiro  e entender como isso afetará sua receita.

O CDI é como se fosse uma espécie de empréstimo que os bancos fazem entre si para que fechem o saldo do dia no positivo. 

É importante entender sobre esse saldo positivo para que você entenda melhor a variação do CDI. Explicando de modo bem simples, o Banco Central determina que todos os bancos fecham o dia com mais dinheiro entrando do que saindo. Logo, para que isso seja possível eles fazem empréstimos entre si para conseguir fechar a conta com saldo positivo. 

Como todo empréstimo, existem taxas, e no caso dos empréstimos entre bancos  é o CDI, ou seja, ele reflete quanto um banco está ganhando por emprestar dinheiro a outro banco. 

Mas então qual é a relação do CDI com os empréstimos entre pessoas físicas?  Os cidadãos comuns não podem investir diretamente no CDI – mas os bancos e instituições financeiras usam a taxa de câmbio do CDI para ajustar certos tipos de retorno de investimento.

No caso dos investimentos de renda fixa que tem o CDI como base, eles podem ser divididos em duas categorias:

Pré-fixado: são aqueles investimentos  cuja taxa de retorno foi especificada no momento em que o cliente opta pela aplicação;

Pós-fixadas: aquelas aplicações que têm a taxa de retorno definidas pelo índice de referência no vencimento da aplicação.

Deixe uma resposta