O que é IPCA?

Entre as muitas siglas e letras que compõem a economia brasileira, uma que está sempre presente é o IPCA, um dos mais tradicionais índices de inflação utilizados e que regula vários setores econômicos. 

Mas de maneira simplificada, o que significa e qual a importância do IPCA?

O IPCA, que significa Índice de Preços ao Consumidor Amplo, é um dos mais tradicionais e importantes indicadores de inflação do Brasil. Esse indicador foi criado em 1979 e a razão de sua existência é simples: mede a diferença de preços entre uma gama de produtos no varejo e os produtos e serviços consumidos pelas famílias brasileiras.

Esse indicador é projetado para cobrir 90% da população residente em áreas urbanas do país – por isso é denominado “generalizado”. Os resultados dessa conta mostram se de um mês para o outro os preços subiram, caíram ou permaneceram estáveis ​​na média.

A meta para o cálculo do IPCA é para famílias cuja renda varia de 1 a 40 salários mínimos, independentemente da fonte de renda. Para chegar ao índice de inflação do IPCA  os preços são coletados pela internet, em lojas e prestadores de serviço e franqueados de serviço público (como água ou luz) todos os meses, de 1º a 30 de cada mês.

Os  de produtos e serviços pesquisados a cada mês para ser feito o cálculo envolvem itens de diversas naturezas.  Entre os principais estão arroz e feijão, além de consultas médicas, mensalidades de escola e serviços, preços de equipamentos eletrônicos e atividades de lazer. 

O peso dos produtos para o cálculo do IPCA varia da presença dele na cesta da população, logo, os alimentos tendem a ter um peso maior do que roupas ou eletrônicos, por exemplo.

Deixe uma resposta